Carl Gustav Jung foi um psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica, desenvolveu vários conceitos sendo um deles a Sombra.

Para Jung a Sombra é uma das formas do nosso Ego se manifestar, a sombra contém todas aquelas atividades e desejos que podem ser considerados imorais e violentos, aqueles que a sociedade e principalmente nós mesmos não podemos aceitar.

A sombra leva-nos a comportarmo-nos de uma forma que normalmente não consideramos a certa. Quando essa sombra não é conhecida e principalmente quando é anulada esta sombra vai ajudar-nos a auto-sabotarmos o nosso potencial sucesso, apenas para ter a nossa atenção. Exemplo: chegarmos atrasados, não cumprirmos os timings que definimos, adiarmos as tarefas, etc. A sombra tem também um lado positivo porque está ligada ao nosso lado mais primitivo, ao nosso lado de sobrevivência, por isso a nossa sombra tem muitas vezes a chave da nossa espontaneidade, da nossa criatividade e principalmente da emoção mais profunda, que nos permite viver a vida com uma maior intensidade.

Segue um gráfico criado por Jung que te pode ajudar a perceberes um bocadinho mais da sombra e como esta funciona em nós, este gráfico tem por base o conhecido símbolo do Taoísmo, que representa o yin e o yang. Lembra-te que quando tentas ignorar algo apenas lhe estás a dar mais força ainda e quanto mais rápido tomares consciência disso, mais depressa essa “sombra” te pode servir para viveres uma vida com mais vida e com mais intensidade.

Untitled design (65)

Tem um dia inspirador!

Equipa Mário Caetano

 

Pin It on Pinterest

Share This