“Querer é poder”

É uma expressão muito utilizada e que carrega uma enorme mentira. Eu chamo-lhe a grande mentira.

untitled-design-5

Eu quero que os meus filhos cheguem a horas à escola, eu quero ganhar mais dinheiro, eu quero viajar à India, eu quero ir viver para o campo, eu quero trabalhar com pessoas espectaculares, eu quero que os meus amigos me compreendam, eu quero ter mais tempo para aquilo que gosto de fazer, eu quero, tu queres, ele quer, nós queremos.

Queremos… apenas. Querer é apenas isso. Querer.

O que faz acontecer é o compromisso. A ação.

Quero que os meus filhos cheguem a horas, crio rituais para chegar a horas e dou o exemplo.

Quero ter um relacionamento apaixonante, comprometo-me a criar e alimentar diariamente essa paixão.

Quero emagrecer para o verão, então escolho o tipo de treino que me preenche e diverte, alimento-me com verdes e aceito descansar o meu corpo.

Quero ganhar mais dinheiro, arrisco e invisto. Não tenho, invento e comprometo-me.

Quero viajar à India, marco e agendo com antecedência.

Quero ir viver para o campo, identifico o local, vou visitá-lo, decido quando e dou passos diários para que isso aconteça.

Quero que os meus amigos me compreendam, escolho amigos que me apoiem, me desafiem, me estimulem e que eu possa fazer o mesmo com eles. Não tenho amigos. Tomo a decisão e assumo o compromisso de colocar fora da minha vida quem me retira energia e dentro da minha vida as pessoas comprometidas. Custa? Só ao principio. Olho para mim e começo por mim.

Quero trabalhar com pessoas espectaculares, então adiciono valor a essas pessoas. Se nada muda, mudo eu. Fico ou saio. Tomo a decisão.

Quero ter mais tempo para aquilo que gosto de fazer, então descubro e aceito aquilo que realmente gosto de fazer. Vou perder dinheiro, status, reconhecimento, amizades? Tudo tem um preço a pagar. Qual o preço que estou decidido a pagar? Qual o preço que estás disposto a pagar para seres quem és?

Querer não é poder. Fazer é poder?

 

Mário Caetano

Coach & Palestrante Inspirador