Há umas semanas ligaram para a nossa Equipa e perguntaram o que tinham de fazer para descobrirem qual era o seu Talento ou o seu propósito de vida, entre algumas perguntas que foram feitas, do outro lado do telefone ouviu-se:
“Sabe uma parte de mim quer muito descobrir o meu propósito, o meu Talento, mas outra parte de mim tem muito medo de descobrir porque isso pode implicar mudança na minha vida!”
untitled-design-7
A maior parte de nós tem medo de iniciar uma busca do seu propósito, porque tem medo de fazer mudanças muito grandes na sua vida, o que é totalmente válido, pois a verdade é que estamos a passar por uma situação a nível mundial que exige certeza e inteligência da nossa parte. Por isso cada vez mais pessoas nos procuram para descobrirem os seus Talentos, o seu propósito de forma a poderem começar a criar alternativas de carreira e mesmo para começarem a criar hobbies que lhe permitem aumentar o seu nível de felicidade e de preenchimento.
Desmistificamos agora aqui o que significa da palavra propósito de vida ou talento, algumas pessoas ligam estes conceitos a trajectos de grandes líderes mundiais como é o caso de Madre Teresa de Calcutá ou de Martin Luther King e é verdade, mas o propósito ou talento também pode ser prestar um serviço de excelência, desenvolver pessoas, criar novos softwares, preparar excelentes refeições, criar jardins ou hortas lindíssimos, pintar casas ou quadros lindíssimos, no fundo o seu talento ou talentos reside naquilo que pode fazer para acrescentar valor a si e às outras pessoas, mas que simultâneamente lhe traga preenchimento. E este Talento pode utilizar como carreira ou como algo que pode fazer pontualmente, mas que lhe trás verdadeiro preenchimento. No livro Delivering Happiness, de Tony Hsieh ele explica em como a felicidade pode estar dividida em três partes:
1.  Busca por Prazeres: É o tipo de felicidade onde existe a constante procura de algo mais. É como uma droga, que dura pouco, mas quando os estímulos diminuem a felicidade desaparece.
 2.  Busca por Paixão: É o tipo de felicidade que é conhecida como o clímax. Você nem sente a hora passar e tem total dedicação. É uma felicidade que é atenuada a curto prazo.
3.  Busca por um propósito maior: Este é o tipo de felicidade onde você faz parte de algo que tem um significado maior. É a felicidade do amor, com longa duração.
A maior parte de nós persegue a felicidade iniciando primeiro a busca pelo prazer (roupa, comida, doces, álcool, carros, casas, etc.) e depois avançamos por uma busca por paixão e só no final é que avançamos para uma busca de propósito. Com base em pesquisas feitas a perseguição deveria ser feita ao contrário, primeiro pelo nosso propósito e só depois por aquilo que nos trás paixão e prazer. O medo da mudança é algo natural que cada um de nós sente, mas o que ganhamos pela busca de propósito maior ajuda-nos a aprendermos a dançar com o medo.
Tem um dia inspirador!
Equipa Mário Caetano